Queda de cabelo – Calvície

Você já ouviu falar em alopécia androgenética? A alopécia androgenética ou calvície masculina é uma manifestação fisiológica que ocorre em indivíduos geneticamente predispostos levando à queda dos cabelos, que sofrem um processo de miniaturização. A herança genética pode vir do lado paterno ou materno.

A alopécia androgenética é resultado da estimulação dos folículos pilosos por hormônios masculinos que começam a ser produzidos na adolescência (testosterona). Ao atingir o couro cabeludo de pacientes com tendência genética para a calvície, a testosterona sofre a ação de uma enzima, a 5-alfa-redutase, e é transformada em diidrotestosterona (DHT). É a DHT que vai agir sobre os folículos pilosos promovendo a sua diminuição progressiva a cada ciclo de crescimento dos cabelos, que vão se tornando menores e mais finos. O resultado final deste processo de diminuição e afinamento dos fios de cabelo é a calvície.

Simplificando: é a perda permanente de cabelo do couro cabeludo, causando a calvície. Tem tratamento mas não tem cura. Existem medicamentos que podem prevenir a perda de mais cabelo, mas tem que fazer uso a vida toda, caso contrário, volta a cair; como eu disse, não tem cura. Sim, eu sofro desse mal. 😦

Tratamento

O tratamento visa o prolongamento da vida útil dos folículos pilosos retardando ou interrompendo o processo de queda dos cabelos. Pode ser feito através do uso de substâncias aplicadas diretamente no couro cabeludo, como o minoxidil, ou com medicamentos por via oral, como a finasterida. Existem outros medicamentos de uso oral e tópico, mas vou falar destes que são os que utilizo.

Finasteria 1mg

Com mais ou menos uns 19 anos percebi uma queda acentuada do meu cabelo e procurei logo meu dermatologista, afinal ficar careca não era (e ainda não é) uma ideia muito atraente né. Bateu logo um desespero SOS. Mas para minha felicidade existia tratamento e como procurei ajuda logo no início, o desastre pôde ser controlado. De lá para cá, já fazem uns 6 anos de tratamento com finasterida. Tomo um comprimido de 1mg diariamente antes de dormir.

Se você pesquisar no Google sobre essa substância, vai encontrar alguns estudos contra seu uso. Ela tem efeitos colaterais sim, um deles é a diminuição da libido (vulgo desejo sexual). Para reverter isso, eu uso um fitoterápico chamado Tribulus Terrestris e fica tudo bem rs. Também faço exames de sangue periodicamente para verificar os hormônios e taxas do fígado.

Minoxidil 5%

Esse foi um ganho mais recente, faço uso há quase dois anos. Após anos de tratamento com a finasterida, achei que tinha estagnado, então procurei meu dermatologista e resolvemos tentar algo novo, ele me propôs utilizar o minoxidil juntamente com a finasterida. Eu só posso agradecer por isso, sério! O minoxidil “faz milagres”. Ele é uma solução hidroalcoólica de uso tópico, ou seja, você usa diretamente no couro cabelo, só pingar umas gostas na área afetada e massagear. Faço isso diariamente também, meia hora antes de dormir. Ele pode ser utilizado em qualquer horário, mas como o cabelo fica um pouco “áspero” o mais indicado é antes de dormir. E é preciso deixar ele agir por 4 horas, depois pode enxaguar.

Obviamente que milagre ele não faz. O que acontece é um crescimento de cabelo (bem significativo no início do tratamento) na área afetada pela calvície e diminuição da queda. Ele estimula o crescimento capilar e melhora a circulação sanguínea no couro cabeludo. Mas vale ressaltar que se a calvície estiver em um estado avançado, é provável que o produto não promova resultados satisfatórios. Por isso é importante começar a tratar o problema logo no início.

O resultado é perceptível a partir do segundo mês, não é da noite pro dia, infelizmente. Mas vale a pena. O minoxidil é encontrado em farmácias e também pode ser manipulado, que é o meu caso. Mas não deve ser usado sem indicação médica pois também possui efeitos colaterais como qualquer medicamento, um deles é reação alérgica e irritação do couro cabeludo.

homem-sofre-queda-de-cabelo-mitos
Imagem meramente ilustrativa rs

No meu caso, obtive êxito com o uso combinado dos dois medicamentos. Também uso um xampu para queda de cabelo, mas quanto a eficácia deste não sei dizer, mas é aquela coisa do efeito placebo né… Mal pelo menos não faz rs. Isso é o que eu uso, indicado pelo meu dermatologista, e faço controle e exames periodicamente. Se você perceber que seu cabelo está caindo em excesso, procure um dermatologista.

Se você tiver alguma dúvida ou sofrer com esse problema assim como eu, me conte nos comentários! 🙂