Dicas para cumprir metas e realizar sonhos

Podemos falar que agora o ano, finalmente, começou, né? Férias já se foram, carnaval acabou, agora é vamo que vamo e bora fazendo! Não tem mais desculpas para não colocar em prática seus objetivos e promessas.

E se você ainda não começou, calma que ainda tem 10 meses pela frente e eu tô aqui pra te dar uma ajudinha a começar a cumprir essas metas! Listei 5 dicas pra te ajudar nessa missão de cumprir metas e fazer os sonhos acontecerem! A vida é muito curta, chega de perder tempo! Bora lá? Então se liga!

 

1. Desapegue e se abra para o novo

Sabe aquela história de se acomodar? Pois é! Deixe em 2018! Em 2019, não tenha medo de mudanças. Se tá acomodado num trabalho que já não acrescenta, num relacionamento que já não te faz mais feliz… Desapegue! Nunca é tarde para se afastar do que não te faz bem mais. Sim, eu sei que é difícil mudar, ainda mais quando estamos assim há muito tempo e já nos acostumamos. Mas a gente precisa deixar algumas coisas para trás para seguir em frente. Se abra ao novo! O desconhecido amedronta, né? Mas uma coisa eu te garanto: podem ter oportunidades incríveis do outro lado!

 

2. Escreva suas metas

Sim! Faça uma lista mesmo! Seja num papel, agenda ou nas notas do celular (eu amo escrever por lá)! Eu sou meio old school e ainda utilizo (e prefiro) o papel rs. Então enumere todos os seus objetivos para esse ano. Escreva tudo aquilo que você deseja mudar ou conquistar. Isso te ajuda a visualizar o que você quer e como fazer para alcançar. E o mais importante: leia essa lista todos os dias! Parece besteira, mas a força do pensamento e das palavras têm mais poder do que a gente pensa! Mas tem que correr atrás desses objetivos também, hein!

 

3. Dê o primeiro passo (e não desista no segundo)

Costumo dizer que o primeiro passo é sempre o mais difícil, por isso é tão necessário. Sabe aquele curso que você quer fazer há tempos, mas sempre desiste porque “não tem tempo”? Se inscreva hoje! No mais tardar amanhã! As coisas não caem do céu e hoje é o tempo exato para você ir atrás dos seus sonhos e começar aquele projeto que tanto sonha em realizar! Comece hoje! Vai ser difícil no começo? Vai, a correria do dia a dia não perdoa, mas no final vai valer a pena! Lembre-se que tudo o que nós temos é o dia de hoje, o amanhã não é prometido.

 

4. Resolva o que não está resolvido

Importantíssimo isso! Tudo o que é mal resolvido vira vínculo! Portanto, desvincule-se! Chega de guardar rancor, ok? É essencial fazer as pazes com o passado para seguir em frente leve e sem amarras. Se está chateado com alguma coisa ou alguém, se terminou uma relação de forma ruim, resolva com a pessoa (ou com você mesmo, se for o caso). Nada de ficar com orgulho bobo ou se culpando! Muitas vezes preferimos apenas deixar pra lá ou nos afastar, mas isso não vale a nossa paz. Resolva tudo o que estiver te incomodando. Só assim você vai conseguir focar e correr atrás dos seus objetivos.

 

5. Comemore e aproveite as pequenas conquistas

As pequenas conquistas também devem ser comemoradas e as pequenas coisas devem ser celebradas. Comemorar as pequenas conquistas vai ter dar forças para continuar correndo atrás e perseguindo seus sonhos. Não se esqueça de aproveitar a caminhada. Aproveite cada mês, cada semana, cada dia, cada passo dado em direção aos seus sonhos. E agradeça. Agradeça pelos momentos bons e pelos ruins também, que trazem tantos aprendizados. Faça o que você ama, corra atrás dos seus sonhos. Seja feliz no simples!

 

Bônus: 3 aplicativos para te ajudar a ser mais produtivo

Com tanto estímulo, informação e coisas para fazer hoje em dia, é natural que a gente se distraia e perca o foco do que realmente importa e queremos. Por isso, selecionei três aplicativos que nos dão uma ajudinha quando o quesito é produtividade.

  • Todoist

Com mecânicas simples, o Todoist funciona como uma lista de tarefas diárias, que podem ser separadas em diferentes projetos. É ideal para quem está começando a querer organizar melhor suas tarefas e compromissos do dia. Na versão gratuita, ele permite criar tarefas e projetos, agendar compromissos e definir níveis de prioridade. Já a versão paga conta com algumas funcionalidades extras, como a possibilidade de adicionar anotações às tarefas e o envio de notificações agendadas para que não perca um compromisso.

  • Focus Keeper

Muitas pessoas usam a técnica Pomodoro para conseguir ficar focadas em suas tarefas ao longo dia. Esta é uma das técnicas mais conhecidas e populares para quem almeja ter maior produtividade. Ela consiste em se focar em uma tarefa de maneira ininterrupta por 25 minutos, deixando 5 minutos de descanso, fechando um bloco de 30 minutos.

Com o aplicativo Focus Keeper, você pode fazer isso de forma mais eficiente, já que ele tem um timer que mostra os 25 minutos que você deve se concentrar em suas tarefas antes de tirar uma curta pausa. O bom é que você pode fazer isso a qualquer momento ao longo do dia, já que o app é muito fácil de usar.

  • Hours

O Hours é um dos apps de produtividade que você precisa experimentar. Ele serve para marcar o tempo que você passa em suas tarefas e o tempo que você gasta com distrações. No final da semana, ele mostrará a comparação dos dois dados e você verá se está usando seu tempo de maneira eficaz ou não. Com as informações apresentadas, você também consegue ver o que precisa melhorar e o que precisa diminuir em seus hábitos diários.

 

Lidando com pessoas tóxicas

Quem nunca se deparou com uma pessoa tóxica, né? Vez ou outra, a gente cruza com pessoas assim na nossa vida, não tem jeito, seja no trabalho ou na vida pessoal. E se a gente não souber lidar com elas, podemos ser envenenados e acabar caindo em suas armadilhas difíceis de escapar. Se deixar, elas nos oprimem e sugam nossa energia até a gente adoecer.

Pessoas tóxicas são aquelas que exalam algum tipo de sentimento ou sensação ruim que pode afetar o nosso dia a dia. Essas pessoas, infelizmente, não vêm com avisos ou alertas. E como qualquer tipo de toxina, você precisa limitar sua exposição a essas pessoas. Ou até mesmo cortar laços para se proteger.

Não é difícil descobrir quem é uma pessoa tóxica. Quer ver? Pense nas pessoas que você conhece. Você se sente tenso, desconfortável ou infeliz em sua presença? Se sente exausto no momento em que se separam? Teme as suas reações, pois são sempre inesperadas? Se sente obrigado a resolver todos os seus problemas? Se sente triste, deprimido ou irritado quando estão juntos? Se sente obrigado a impressioná-la? Se sente sempre na defensiva? É afetado pelos seus dramas ou pelos seus problemas? Essa pessoa ignora as suas necessidades? Essa pessoa exige tudo de você, mas jamais te dá qualquer coisa em troca? Essa pessoa jamais se desculpa nem reconhece seus próprios erros? Essa pessoa não respeita o seu espaço e a sua privacidade? Essa pessoa o leva a fofocar ou a agir com crueldade? Essa pessoa desperta as suas piores qualidades? Então essa pessoa é tóxica.

perigo-toxico
Cuidado!

Mas não confunda pessoas tóxicas com aquelas que você não concorda ou não se dá bem. As pessoas possuem opiniões diferentes e sempre haverá discordâncias com alguém, a qualquer momento. (Se você não entende isso, talvez o problema esteja em você.)

Algumas espécies (risos) de pessoas tóxicas:

  • Pessoas arrogantes

Há uma grande diferença entre confiança e arrogância. Confiança inspira; arrogância intimida. Pessoas arrogantes sempre sabem mais e se sentem superiores aos outros.

  • Pessoas vítimas

Uma das piores pessoas que você pode encontrar na sua vida são as que sempre se fazem de vítimas. Elas olham para seus próprios erros e sempre encontram alguém para culpar. Elas nunca se responsabilizam pelas vidas delas.

  • Pessoas controladoras

Elas sabem tudo e a melhor forma de fazer qualquer coisa, mas no fundo são pessoas extremamente inseguras. O problema é que enquanto você estiver rodeada por elas, você nunca terá chance de dar sua opinião ou ser escutado.

  • Pessoas invejosas

Elas nunca estão felizes com o que têm e são incapazes de ficarem felizes pelas boas coisas que acontecem com você. Elas acreditam que se alguma coisa benéfica tem que acontecer, deve ser com elas.

  • Pessoas negativas

Você provavelmente deve conhecer alguém que vive irritado, ressentido, desconfiado de tudo. Negatividade destrói relacionamentos e passar tempo com pessoas assim dá a sensação de que estão sugando sua vida.

  • Pessoas que julgam

Há uma grande diferença entre julgar com base em dados objetivos e julgar apenas para criticar. Pessoas que julgam demais são rápidas para tirar conclusões que nem sempre se provam corretas. Elas são péssimas ouvintes e comunicadoras.

  • Pessoas fofoqueiras

Elas conversam sobre os outros sem distinguir o que é especulação e realidade. Isso é uma forma de elevá-las acima de suas inseguranças. Poucas coisas são mais destrutivas do que fofocas.

  • Pessoas manipuladoras

As pessoas tóxicas também são boas de argumentos e possuem um alto poder de persuasão. Afinal, para conseguirem o querem, sabem que precisam desse poder, mesmo que isso signifique prejudicar o outro. Elas também podem fazer com que você se sinta devendo algo, mesmo que não seja verdade, para conseguirem a sua ajuda. Então, fique atento.

  • Pessoas sem caráter

Se uma pessoa não tem integridade ou honestidade –  trair, manipular, fofocar fazem parte de suas atitudes diárias –, haverá poucas coisas que ela não faça para conseguir o que quer.

Eu, sinceramente, não sei qual delas é a pior. E, detalhe, as mais nocivas não se encaixam apenas em uma dessas categorias, mas em muitas delas! SOS

Como lidar e evitar as pessoas tóxicas?

Tá, mas e como lidar com elas? Como me livrar delas? Bom, nem sempre é possível se livrar de alguma pessoa tóxica, por isso, o ideal é saber lidar com elas.

Para começar, não ceda aos caprichos dessas pessoas e evite ficar se explicando, se justificando ou se defendendo, principalmente se for acusado por algo que não fez. Você não precisa provar nada a ninguém, só a você mesmo.

Como as pessoas tóxicas não admitem o erro, não adianta esperar por um pedido de desculpas. O melhor a fazer é seguir em frente. Você não precisa disso para seguir a sua vida normalmente.

Em uma discussão, não espere ela admitir que você está certo para encerrar o assunto. Se você souber disso, é o que importa. Deixe-a pensar do jeito dela e pare de gastar energia de forma inútil.

Mas, em alguns casos, faça sua voz ser ouvida. Nem todo mundo que exibe comportamento tóxico é um “valentão”, mas alguns são. Agressores tóxicos muitas vezes vomitam sua toxicidade para os outros, como um meio para um fim. Quando tal comportamento é evidente, é hora de fazer sua voz ouvida e se opor a tais atos de intimidação. Muitas vezes, o “valentão”, quando confrontado com resistência, vai se render e simplesmente seguir em frente.

E, também, nunca se deixe enganar pelas pessoas tóxicas quando elas quiserem te convencer de que você deve algo. Lembre-se de que você nasceu livre e não deve nada a ninguém. No mais, não deixe que elas te ponham para baixo, te ofendam ou te agridam verbal e fisicamente. As pessoas que realmente se preocupam com você não te fazem se sentir um lixo.

Por fim, o melhor de tudo é, simplesmente, se afastar e seguir a sua vida. Lembre-se de que a vida é curta demais para perder tempo com essas pessoas.

Entenda que você possui liberdade e total domínio sobre a sua própria vida. Só você pode mudar o rumo dela e é responsável pelas escolhas que faz. Os erros são uma consequência natural que te levarão a aprendizados valiosos.

Então, ao se deparar com pessoas tóxicas, saiba que tem total liberdade para evitá-las e dizer “não” quando quiser. Continue confiante, não perca seus objetivos de vista e preserve as peculiaridades que te fazem único.

 

#RJ: Trilha da Pedra Bonita

Que o Rio de Janeiro é uma cidade maravilhosa não resta dúvida, né? Mas vista de cima consegue ser ainda mais encantadora, acredite em mim! E ver por fotos e vídeos é legal, mas ver pessoalmente/viver é sensacional!

Semana passada eu tive o prazer (e a dor) de fazer a trilha da Pedra Bonita no Rio e foi uma experiência incrível, a sensação lá em cima é indescritível. A subida é um tanto quanto íngreme, mas, fora isso, super tranquila. O caminho é aberto, nada de mata fechada, com poucos momentos de sol e em 30 minutos de trilha, você chega ao topo. E a vista compensa todo o esforço da subida.

Vista do alto da Pedra Bonita

A Pedra Bonita está situada dentro da Floresta da Tijuca e tem 696 metros de altitude. Lá de cima é possível ver de pertinho o topo da Pedra da Gávea, lá em baixo, toda a praia de São Conrado, as costas do morro Dois irmãos, o Cristo Redentor de longe, uma pequena parte da Lagoa Rodrigo de Freitas e toda a Barra da Tijuca. É uma vista panorâmica real!

Barra da Tijuca vista da Pedra Bonita
Pedra da Gávea vista do alto da Pedra Bonita

Caso você ainda não conheça, vá! E se você é estreiante em trilhas, tudo bem, foi a primeira vez que fiz trilha na vida e tirei de letra, então não se preocupe! Só ir com um tênis confortável, usar protetor solar e levar bastante água!

O acesso à trilha fica em São Conrado, na zona sul da cidade, e pode ser feito de carro (ou uber) até a pista de voo livre e só então começa a trilha/caminhada em si, que dura em média 30 minutos. O perrengue maior é para chamar o uber na volta, pois o sinal de celular é fraco e alguns motoristas se recusam a subir até lá. Tenha isso em mente. No mais, enjoy the view!

Trilha da Pedra Bonita

Gosta de trilha? Já fez alguma? Me conte nos comentários! Vou adorar saber! 🙂

Must watch: YOU

Pare tudo que você está fazendo e vá assistir “Você” (You)! Primeiro post do ano (e depois de um bom tempo, me desculpem) para dizer que você precisa assistir esse suspense que te instiga e prende do começo ao fim, porque você simplesmente não vai conseguir parar até saber tudo o que aconteceu e vai acontecer. Spoiler: e quando acabar, você não vai querer parar e vai pedir mais, e aí só temporada 2. #agilizaNetflix

You é baseada no livro homônimo de Caroline Kepnes, que explora a fronteira entre paixão e obsessão, e possui 10 episódios de 45 minutos cada. A série conta a história de Joe (Penn Badgley), gerente de uma livraria que se apaixona por Beck (Elizabeth Lail), uma aspirante à escritora. Decidido a conquistá-la, o protagonista não encontra limites em seus planos, enquanto tenta esconder seus atos obscuros dela.

Narrados pelo ponto de vista de Joe, os episódios trazem um olhar psicótico e detalhista, servindo de guia explicativo que pode muitas vezes enganar e confundir sobre as ações do protagonista. A série relata desde o momento em que Joe e Beck se conhecem, quando ela vai até a livraria em que Joe é gerente para comprar um livro, passando pelo momento de obsessão de Joe e chegando no momento em que eles começam realmente a conversar e sair. A narrativa é centrada nesse relacionamento que é levado longe demais.

A série é “uma história de amor do século XXI que questiona: ‘O que você faria por amor?’. Na trama, um gerente de livrarias conhece uma aspirante a escritora, e usa a internet e as mídias sociais como ferramentas para reunir as informações pessoais e se aproximar dela. A estranha paixão rapidamente se torna obsessão, ao mesmo tempo em que ele passa a eliminar silenciosa e estrategicamente todos os obstáculos – e pessoas – que aparecem no seu caminho.”

 

Os personagens da série são muito bem construídos, juntamente com as atuações impecáveis dos atores. Elizabeth Lail dá um show de atuação no papel da jovem escritora insegura, cercada por uma vida vazia e cheia de futilidades, Beck. E Penn Badgley está perfeito como Joe. As atuações despertam no espectador exatamente o que deveria sentir pelos personagens e suas ações, desde raiva a amor, empatia e medo.

You é uma história repleta de mistérios que te intriga e deixa curioso para saber que fim levará Joe e seu relacionamento com Beck. Com um final um tanto quanto surpreendente, a série te deixa sedento pela segunda temporada e pelas respostas às perguntas que o final deixa.

A primeira temporada foi disponibilizada na Netflix no último dia 26 e a segunda temporada tem previsão de estreia para o segundo semestre de 2019.

Nota: Série digna de maratona, eu devorei em dois dias. Então fica a dica! Corre pro Netflix!

Must read: O Adulto – Gillian Flynn

Definitivamente o melhor livro que li, sei lá, nos últimos dois anos. Sério. Depois de muito ouvir falar sobre a autora Gillian Flynn, devido à série da HBO, Sharp Objects, e após assistí-la e passar raiva com o final (assim como aconteceu com o filme “Garota Exemplar” – também uma adaptação do livro homônimo da autora), resolvi conhecer sua obra para tirar a prova. Mas confesso que tenho um pouco de preguiça de ler livros que já sei o que acontece – ou boa parte da história. Então queria algo novo. Foi aí que descobri “O Adulto” (The Grownup). Que já me chamou atenção logo de cara por ter um título que não diz absolutamente nada. Só pelo título você pode esperar qualquer coisa.

É um conto, ou seja, uma história curta. Você lê em uma sentada. O livro físico tem apenas 59 páginas. Mas Gillian Flynn prova que tamanho não é documento quando se trata de literatura. A escritora constrói uma trama de suspense cheia de surpresas e reviravoltas que lembra um pouco alguns filmes de terror.

Na trama, uma jovem ganha a vida praticando pequenas fraudes, seu principal talento é dizer às pessoas exatamente o que elas querem ouvir. Certo dia, ela atende Susan Burke, que se mudou há pouco tempo para a cidade com o marido, o filho pequeno e o enteado adolescente. Quando visita a impressionante mansão da família e se depara com acontecimentos aterrorizantes, ela se convence de que há algo tenebroso à espreita.

“O silêncio empático é uma das armas menos utilizadas no mundo.”

A personagem central possuiu um humor ácido e gostaria de ser e ter mais do que a vida lhe permitiu. Interessante observar os papéis que ela assume ao longo da história, sem perder a sua essência. As demais personagens também receberam um tratamento especial em sua construção, enriquecendo ainda mais a obra.

O que mais me impressionou foi a construção da trama até o desfecho. A autora soube plantar dúvidas, criar situações e inserir cenários que além de prender a atenção, provocam dúvidas e muita aflição. É um prato cheio para quem é fã de histórias rápidas e intensas ou adora um bom suspense.

À medida que você vai avançando nas páginas, não consegue mais parar e quando pensa que já sabe tudo, PÁ! Dale plot twist! E aí só lendo o livro, mores… Se contar mais, perde a graça! A história é fantástica! Garanto!

Betty Who, uma pop star que você precisa ouvir!

Só dá ela no meu Spotify! Se você ainda não conhece o som dela, não se preocupe, eu também não conhecia até uns dias atrás quando o maravilhoso do Spotify resolveu me sugerir uma música dela, assim, despretensiosamente #sqn. (Obrigado, Spotify ❤️) E não deu outra, eu viciei e tô apaixonado pela Betty e pelo som dela. Chegou chegando na minha playlist e você precisa conhecer!

betty-who-njshow
Betty Who em show em março deste ano

Jessica Anne Newham, conhecida como Betty Who, é uma cantora e compositora  australiana de apenas 26 anos. Mas Betty não é uma pop star convencional, meses atrás ela rompeu o contrato com sua gravadora (pela qual lançou dois álbuns) e decidiu fazer música de forma independente (maravilhosa, né?) e recentemente lançou um EP com 5 faixas, intitulado Betty, Pt. 1. Ou seja, tudo indica que teremos Pt. 2 em breve!

Com temas típicos do universo pop, letras bem escritas e melodias viciantes, Betty consegue trazer aquele ritmo que nos faz lembrar o pop dos anos 80 e fazer funcionar mesmo nos tempos atuais, com algumas batidas eletrônicas mais populares. Não faltam, em seu repertório, músicas que poderiam e deveriam ser hits, considerando suas “qualidades viciantes”. E o que poderia facilmente ser mais do mesmo, tem aqui uma abordagem autêntica e inovadora do gênero, e, portanto, vale a pena ouvir.

Top 5 favoritas:

  1. Just Thought You Should Know
  2. Ignore Me
  3. Wanna Be
  4. I Love You Always Forever
  5. Just Like Me

Aperte o play!

 

Pudim de leite em 3 minutos

Sim, é isso mesmo que você leu, vou te ensinar a fazer um pudim em apenas 3 minutos! Porção individual, é claro! (Mas pode ser dividida em duas tranquilamente!) E no micro-ondas, obviamente 😅 Não sei você, mas pudim de leite é uma das minhas sobremesas preferidas da vida! Então se tá a fim/podendo sair da dieta, se joga! Se não faz dieta, melhor ainda, né? 🍮

Vamos ao que interessa: a receita! É super simples de fazer, bora lá! Você só precisa de:

  • 150ml de leite
  •  1 ovo
  • 3 colheres de sopa (cheias) de leite condensado
  • 1 colher de chá de essência de baunilha

E para a calda:

  • 3 colheres de sopa (bem cheias) de açúcar
  • 50ml de água 

Modo de preparo:

1. Em uma tigela, misture o leite, o ovo e o leite condensado, batendo (pode ser com um garfo mesmo) até virar uma mistura homogênea;

2. Acrescente a essência de baunilha e misture novamente;

3. Com o auxílio de uma peneira, despeje em um (ou dois, se quiser dividir) recipiente próprio para micro-ondas e asse-o por 3 minutos em potência máxima (o uso da peneira é para retirar aquela “pele” do ovo);

Nota: Caso você tire do micro-ondas e o meio ainda esteja um pouco mole, coloque mais 30 segundos. A consistência deve ser firme.

4. Em um outro recipiente, misture o açúcar com a água e leve ao micro-ondas por em média 1 minuto para caramelizar;

5. Feito isso, despeje a calda por cima do pudim e leve à geladeira para esfriar por mais ou menos uma hora e nhac! Está pronto para devorar!

Nota: Caso você queira desenformar, pode inverter os passos e levar à geladeira para esfriar primeiro, desenformar, fazer a calda e jogar por cima.

DICA: Para uma versão mais leve e saudável, substitua o leite comum pelo desnatado e o açúcar refinado pelo açúcar de coco, funciona e fica incrível do mesmo jeito!

Simples assim! Sem mistérios, sem segredos! Tão fácil e rápido que até parece mentira! Não precisa me agradecer! 😂

DSC_4893a
Pudim de leite de micro-ondas

Must watch: This Is Us

Sempre que começo a assistir uma série que me despertou muito interesse, começo um pouco receoso, com um pé atrás, porque a gente nunca sabe o que pode vir pela frente, podemos acabar nos decepcionando, então é melhor nem criar muita expectativa! Mas This Is Us não chega nem perto de decepcionar, pode acreditar! Assisti todos os episódios (um total de 36 contando 1ª e 2ª temporadas) em menos de duas semanas. Não conseguia parar! 

This Is Us acompanha os irmãos Kate, Kevin e Randall, nascidos na mesma data, enquanto suas vidas se entrelaçam. Kate e Kevin são filhos biológicos de Jack e Rebecca, já Randall foi adotado pelo casal após terem perdido o terceiro filho da gravidez de trigêmeos durante o parto. A série apresenta a história da família em épocas diferentes, alternando entre o presente e a infância  e adolescência dos três irmãos.

No elenco estão grandes nomes como Mandy Moore (Red Band Society), Milo Ventimiglia (Gilmore Girls), Sterling K. Brown (The People v. O.J. Simpson), Justin Hartley (Revenge), Chrissy Metz (American Horror Story), Susan Kelechi Watson (Louie), Chris Sullivan (The Knick) e Ron Cephas Jones (Mr. Robot).

Sem roteiros mirabolantes ou algo do tipo, a série foca nos sentimentos mais singelos do ser humano; repleta de histórias do nosso cotidiano, exemplos de vida e superação, dramas pessoais e coletivos… É difícil não se identificar com algum personagem ou situação. A narrativa é sensível e emocionante; de uma forma tão doce e quase que inocente, a série parece te abraçar, te colocar no colo e te deixar quentinho.

this is us
This Is Us

Vamos aos fatos! Imagine uma história simplesmente deliciosa se desenhando à sua frente e que quando você já está apaixonado por ela, pensando que sabe tudo o que tá acontecendo, ela vem, te dá uma rasteira e diz: “Por essa você não esperava!”. Assim é This Is Us. Com temáticas densas, drama e humor na medida certa e diálogos maravilhosos, é impossível não se apaixonar e não se envolver.

Isso sem mencionar a representatividade, uma série que já chega tombando com personagens centrais negros, gordos e, de alguma maneira, fora dos padrões, já merece o nosso respeito e atenção, não é mesmo? O que dizer, então, de uma série que faz isso com tamanha maestria que chega a te deixar constrangido ao te lembrar da crueldade que é viver fora do padrão em uma sociedade sustentada por padrões?

A cereja do bolo fica por conta da trilha sonora cheia de indie e pop, e da fotografia impecável que parece ter saído de algum filtro do Instagram.

Obviamente possui alguns clichês – sempre utilizados de maneira inteligente, e algumas armadilhas no roteiro, mas que só nos damos conta após estarmos segurando uma lágrima ou fungando o nariz.

This Is Us sabe lidar com sentimentos comuns e temas densos de uma maneira muito sábia e delicada, sempre com bastante suavidade, e você pode até tentar conter as lágrimas, mas sinto informar que será em vão, quando você se der conta já estará produzindo rios. Mas em seus momentos leves, nós rimos e nos sentimos ainda mais acolhidos.

Enfim, This Is Us é um prato cheio para quem gosta de um bom drama e de uma história envolvente, que te prende do início ao fim. Tem que assistir! E, ah! A terceira temporada estreia dia 25 de setembro, então corre pra assistir!

P.S. 1: Nenhuma resposta é apresentada na primeira temporada, o que praticamente te obriga a assistir a segunda (que traz novas perguntas rs).

P.S. 2: Para tristeza geral da nação, não está disponível na Netflix 😦 tem que assistir online ou fazer download (mas vale a pena, garanto).

Top 5: melhores álbuns de 2017

O final do ano vai se aproximando e a gente já entra no clima de retrospectiva (e nostalgia), não é mesmo? E se teve uma coisa que não faltou em 2017, foi música. E música boa!

Segundo o Spotify, eu escutei nada mais nada menos que 49.079 minutos de música, 808 músicas diferentes, 212 artistas e 13 gêneros musicais em 2017. Ufa! Isso sem contar que ainda faltam alguns dias para o ano acabar e sem falar nas outras plataformas que usei para ouvir música. 😂 É MUITA música!

Pensando nisso, fiz um TOP 5 com álbuns lançados nesse ano e que eu mais curti ouvir em 2017. Então bora lá!

5. Double Dutchess – Fergie   

fergie DD

Após 11 longos anos sem lançar um álbum (apenas alguns singles nesse período), Fergie voltou à cena pop com tudo. Double Dutchess foi adiado diversas vezes por variadas razões mas valeu a espera, Fergie entregou um álbum completo e melhor que seu antecessor. Double Dutchess nos apresenta uma nova versão de Fergie e conta com músicas dançantes e outras mais românticas. À primeira vista, pode parecer uma bagunça sonora, mas o resultado final é muito bom e tem momentos marcantes.

Favoritas: Hungry * A Little Work * Enchanté

4. Lust For Life – Lana Del Rey    

Lana LFL

Que as músicas – e consequentemente os discos – da Lana são maravilhosas não é nenhuma novidade né? Mas esse álbum em especial é simplesmente incrível, não tem uma música ruim ou mais ou menos. Eu ousaria dizer que é o melhor álbum da carreira dela. Lust For Life apesar de, à primeira vista, parecer mais “felizinho” e alto astral, é a mesma deprê de sempre (que a gente ama), mas sem mimimi e a cantora nos entrega um pop inteligente como só ela sabe fazer.

Favoritas: White Mustang * Lust For Life * Coachella

3. Beautiful Trauma – Pink    

Pink BT

Taí uma artista completa, foda, maravilhosa, incrível e quantos mais adjetivos forem possíveis. Eu sempre irei enaltecer esse mulherão da porra. Sou fã desde que me entendo por gente (isso já faz um tempinho viu… rs) e ela se supera a cada álbum. Fica anos sem lançar, mas quando lança… Detona a porra toda! Beautiful Trauma é mais um álbum memorável da cantora e para ouvir no repeat.  Um belo álbum do melhor que o pop pode ser: pegajoso, positivo e relevante.

Favoritas: Beautiful Trama * For Now * I Am Here

2. BLUE LIPS – Tove Lo    

Tove_Lo_-_Blue_Lips

Após apenas um ano do lançamento de seu último disco, Tove Lo está de volta com a sequência de Lady Wood. Blue Lips é o terceiro álbum de estúdio da cantora e é viciante. Fiquei a primeira semana após seu lançamento ouvindo no repeat sem parar, todos os dias. Juro! Tove foi uma grande (e grata) surpresa nos últimos anos, trouxe um refresco para o pop atual e seu som é irresistivelmente delicioso. Seu primeiro disco, Queen of the clouds, é foda e eu duvidei que fosse possível ela lançar um álbum melhor, mas Blue Lips está aí para provar que eu estava enganado.

Favoritas: Romantics * Bad Days * Hey you got drugs?

1. DUA LIPA – Dua Lipa    

Dua_Lipa_(album)

Ela sem dúvidas foi a dona do ano. Dua chegou quebrando tudo e não teve pra ninguém. Não tenho nem muito o que falar, dizer que foi o álbum que mais ouvi (e continuo ouvindo) já fala por si só. ❤ Um álbum completo, redondo, para ouvir a qualquer hora. Falei sobre ele aqui.

Favoritas: No Goodbyes * New Love * Last Dance (mas não tem favoritas na real rs são todas maravilhosas)

 

img_7941
Taí o Spotify que não me deixa mentir.

P.S.: As favoritas estão em ordem de aparição nos álbuns e não de preferência.

Olhando a lista percebemos que o post também poderia se chamar TOP 5: melhores álbuns pop, ou ainda TOP 5: melhores álbuns pop feminino de 2017 😂

“Extraordinário” – Do riso ao choro (e vice-versa)

Ontem foi dia de assistir ao filme “Extraordinário”, que chega aos cinemas brasileiros na próxima quinta-feira, dia 7 de dezembro. O filme é baseado no livro homônimo, do autor R. J. Palácio, que narra as dificuldades e conquistas presentes na vida de uma criança especial.

“Extraordinário” conta a história de Auggie Pullman, um garoto que possui uma deformação facial devido ao fato de ter nascido com uma doença rara, o que fez com que passasse por 27 cirurgias plásticas. Antes educado em casa, agora, aos 10 anos, ele frequentará uma escola regular pela primeira vez, como qualquer outra criança. Lá, precisará lidar com a sensação constante de ser sempre observado e julgado por todos ao seu redor.

Parece ser só mais uma história de uma criança diferente das outras, mas “Extraordinário” vai além, é sobre as relações humanas como um todo – tendo como foco a fase entre infância e adolescência.

A adaptação pro cinema não deixa a desejar, pelo contrário, só agrega à trama. O roteiro é fiel à história (na medida do possível) e conta de forma delicada e divertida os altos e baixos da jornada de Auggie. Eu, particularmente, adoro quando um livro que li, vira filme. Acho o máximo ter materializado tudo que imaginei lendo o livro.

Quem dá vida a Auggie é Jacob Tremblay, o Jack de “O Quarto de Jack” – brilhantemente, diga-se de passagem. Todo o trabalho de caracterização não se sustentaria se não tivesse um garoto tão brilhante por debaixo.

Julia Roberts e Owen Wilsonestão fantásticos no papel dos pais, a conexão entre eles e Jacob é visível e fundamental para a história. Destaque também para o restante do elenco mirim que está perfeito e faz com que o filme consiga ser sensível sem ser infantil demais (bobo).

extraordinario
Você está pronto para conhecer Auggie Pullman?

“Extraordinário” nos convida a olhar além das aparências. O filme é uma aula de empatia, gentileza e amor ao próximo. Fala sobretudo de aceitação das diferenças e nos faz refletir sobre o que realmente importa no fim das contas. Um tema importante tratado com leveza e ao mesmo tempo com a seriedade necessária. Mesmo caindo em clichês vez ou outra e não tendo nada de inovador, não decepciona e não deixa de ser um filme brilhante (tanto para crianças quanto para adultos). Tem que ver. ❤

Recomendo levar uns lencinhos se você for “manteiga derretida” assim como eu. rs

extraordinario-filme-baseado-no-livro-sera-estrelado-por-julia-roberts-e-jacob-tremblay-3