Vive melhor quem sabe a hora de se afastar…

Uma monótona tarde de domingo como outra qualquer, estava eu com uma leve ressaca, navegando na internet, quando me deparei com esse texto foda; então resolvi compartilhar com vocês esse tapa na cara. Leitura necessária para quem, assim como eu, é apegado (seja às pessoas, às coisas ou aos momentos), para quem se humilha pro boy lixo e/ou amigo lixo e para todas as outras pessoas que, às vezes, colocam o amor próprio no bolso.

“Você tem que aprender a levantar-se da mesa quando o amor não estiver mais sendo servido.” (Nina Simone)

E então o tempo passa e tudo começa a ficar diferente do que era antes. As pessoas mudam, outras vão embora, os ambientes tomam outras formas, o mundo renova-se e, ali no meio disso tudo, ficamos nós, tentando nos equilibrar nesta corda bamba que é a vida. Talvez por conta desse exterior em constante mudança, sempre imprevisível, tentamos manter as coisas em ordem perto de nós, como se precisássemos de alguma constância em meio a essa vida que chacoalha sem parar.

Infelizmente, se nos prendermos a coisas e pessoas, depositando-lhes toda carga de responsabilidade sobre nosso equilíbrio, necessitando de que tudo fique como e onde está, sempre, apesar de tudo, haja o que houver, muito provavelmente estaremos condenados a nos decepcionar fortemente. Haverá momentos em que tudo o que parecia certo se desmorona e nada volta a ser como antes nem ninguém será como já foi um dia. Para então sobrevivermos, teremos que ir, teremos que deixar ir, sejam os momentos, sejam as coisas, as pessoas, os sentimentos.

Teremos que perceber quando não formos mais parte de certos lugares, quando não mais precisarem de nós ali, quando nossa presença não for requisitada, quando nosso amor não mais encontrar terreno afetivo ao lado de quem foge ao nosso olhar. Porque haverá ambientes que ficarão melhor sem nossa presença, haverá pessoas que desejarão nossa distância, haverá vidas correndo com tranquilidade longe de nós. Ainda que não seja fácil, será preciso nos afastar do que e de quem já caminha longe da gente.

tumblr_m6jpyzn5sq1ql13bzo1_500_large

Na verdade, mesmo que leve um tempo, acabaremos chegando à conclusão de que tudo o que não nos requer e todos que não nos chamam mais não nos farão falta alguma, pois o que não carrega reciprocidade não vinga, não floresce, nada oferta nem acrescenta. Ficaremos bem melhor longe do que não nos recebia com verdade. Muitas vezes, até, nosso afastamento será providencial para que nossa ausência traga clareza quanto à importância que temos, fazendo com que voltemos mais fortes junto ao que era incerto e já não é mais.

Como se vê, embora relutemos muito em nos desprender de algumas coisas e de certas pessoas que temos como imprescindíveis, tomarmos a atitude de nos afastar do que já transbordou para o lado errado, do que sufoca e apaga o nosso sorriso, de quem mal nos percebe e pouco se importa, acabará por nos poupar de machucados e dissabores, pois é assim que tomaremos de volta nosso amor-próprio, é assim que saberemos nos valorizar antes de tudo. Sofrer com as rupturas nos fortalece e passa; sofrer sem ter coragem de sair daquilo que causa dor nos diminui e não tem fim. A escolha é só nossa.

*Texto de Marcel Camargo

 

Saber a hora de fechar uma porta e abrir uma janela, muitas vezes, se faz necessário. Tudo muda o tempo todo. Não há nada que dure para sempre, por mais que a gente queira. Tomar decisões nem sempre é uma tarefa fácil, mas permanecer e insistir no erro pode ser letal. É preciso coragem para se abrir ao novo. Uma vez uma senhora me disse: “Nunca se esqueça que aquilo que está por vir será sempre melhor do que aquilo que já foi.” É isso, eu sigo acreditando… Cada dia mais.

Medo de ficar sozinho

Dias atrás estava num bar com amigos jogando conversa fora quando um deles disse que não entendia por que eu estava sozinho. Citou mil e uma qualidades minhas e me questionou por que eu não namorava e se eu não tinha medo de ficar sozinho.

Sem hesitar, eu respondi que não. Ele ficou surpreso e quis saber por quê. Se você também não entende como alguém não tem medo de ficar sozinho, vou lhe explicar. Pelo simples fato de que eu fico super bem sozinho, eu adoro a minha companhia. Sou adepto da velha filosofia do “antes só que mal acompanhado”, sabe? Acho que se você está com alguém que não te valoriza, que fica fazendo joguinho, que tira sua paz, não vale a pena. Se eu for ficar com alguém, tem que ser alguém que vá agregar, que vá somar. Alguém tão intenso como eu, que não seja pouco, que me faça transbordar. Sentimentos por migalhas não me atraem. E enquanto essa pessoa não aparece, eu fico muito bem comigo mesmo. E se essa pessoa não aparecer, tudo bem também. Sigo completo.

Você deve estar pensando, “nossa, que autossuficiente…” Talvez sim, talvez não. A questão é se conhecer, se amar, se respeitar, ter consciência de que a sua felicidade só depende de você, e vem de dentro. De dentro de você. A gente tem que aprender a ser feliz sozinho, porque só assim vamos ser felizes com alguém. Então a companhia alheia será questão de escolha e não uma necessidade. Eu sou a minha melhor companhia. Seja a sua também.

Mas se você tem esse medo, tudo bem. Normal. Eu também já tive. Acredito que a maioria das pessoas tenha. Até porque dizem muito por aí que “é impossível ser feliz sozinho”… A gente acaba acreditando.

26 motivos para agradecer

Ontem foi dia de soprar as velinhas! E dessa vez soprei nada mais, nada menos que 26!!! Sim, 26 primaveras, outonos, invernos e verões! A idade chega para todas, manas… 😂

Mais um ano, mais um ciclo que se fecha e outro que se inicia. 26 anos de vida, de experiências intensas, e tudo que eu quero é agradecer. Nesse último ano muita coisa aconteceu (boas e ruins) e a gratidão foi o maior aprendizado. Agradecer sempre, por tudo. Pelas coisas boas e principalmente pelas ruins, porque são com elas que crescemos e aprendemos a valorizar os bons momentos. Seguem então 26 motivos para agradecer:

1. A Deus por ter me dado a vida;

2. Pela minha saúde que me possibilita realizar tudo o que eu quiser;

3. Pela minha família que está sempre presente e disposta a ajudar;

4. Pela minha irmã que me dá forças para seguir em frente todos os dias;

5. Pelo alimento que nunca me faltou;

6. Pelos amigos que tenho e ainda terei nesta vida, que me impulsionam, mesmo à distância;

7. Pelos inúmeros privilégios que tive e tenho, que me proporcionam experiências e oportunidades únicas;

8. Pelos traumas de infância e pelos perrengues que me tornaram mais forte;

9. Pelas escolhas erradas que me ensinaram tanto;

10. Pela capacidade de reconhecer o que é o certo e o que é o bom, e reconhecer um erro e aprender com ele;

11. Pela esperança de um mundo melhor;

12. Pelas más pessoas que passaram pela minha vida e me ensinaram a não ser como elas;

13. Pela minha coragem, que me ajuda a encarar novos caminhos e não desistir nunca;

14. Pela insistência em realizar meus sonhos e não desistir facilmente deles;

15. Pelos lugares que já conheci, e pelos quais ainda irei conhecer;

16. Pelas minhas paixões na vida, que me dão fôlego para continuar, muitas vezes, remando contra a maré;

17. Pelos filmes, músicas e livros que preenchem muitos dos meus vazios;

18. Pelos amores que já vivi;

19. Pelos amores que ainda viverei;

20. Pelos sorrisos que já dei e ainda darei;

21. Pelas lágrimas que já derramei por alegrias;

22. Pelas lágrimas que derramei por tristezas;

23. Pelas lágrimas que derramei por besteiras;

24. Por estar em constante evolução e aprendizado;

25. Por essa vontade louca de ser cada dia mais feliz;

26. Pelos desafios, que são muitos, para o próximo ano.

Muito, muito obrigado! ❤

dinamica-da-gratidao.-660x321

Câncer e o zodíaco

Quem nunca conheceu alguém e não quis saber se o signo daquela pessoa combinava com o seu que atire a primeira pedra! Por mais que você não acredite muito em Astrologia, acaba caindo na curiosidade de perguntar o signo do crush. E aí, será que o crush combina com você?

Para começar, resolvi aproveitar o Sol em Câncer para falar de nós, cancerianos ❤ melhores pessoas kkk Então se você é canceriano, se joga nas combinações abaixo! E se não é, mas tem um crush canceriano, se joga também!

Câncer + Áries: É uma combinação delicada, que precisará ser administrada com paciência e sabedoria, já que são signos de naturezas muito diferentes. Áries é de fogo; Câncer, de água. Enquanto Áries é ação, Câncer é emoção. Enquanto Áries é extrovertido, Câncer pode ser mais tímido. Será preciso compreender essas diferenças para fazer a relação funcionar. Se souberem se adaptar, podem crescer e aprender muito um com o outro. Nota = 4/5

Câncer + Touro: A combinação é puro amor. Terra e água, Vênus e Lua, esses signos têm tudo a ver, já que são cheios de afeto, sensibilidade e adoram cuidar daqueles que amam. Quando se apaixonam, é pra valer. Essa relação é cheia de romantismo, sensibilidade, delicadeza. Há também muita sensualidade e fidelidade. Nota = 4/5

Câncer + Gêmeos: Gêmeos é um signo do elemento ar, enquanto Câncer é do água. Gêmeos é mais desencanado, relax, gosta de curtir as coisas e a vida sem muito compromisso, enquanto Câncer é supersensível e focado nos compromissos. Ou seja, são muito diferentes. Para completar, ambos oscilam demais, Câncer pela instabilidade de água e Gêmeos pela volatilidade do ar. Mas, com amor, tudo é possível, até mesmo conciliar as maiores diferenças. Nota = 1/5

Câncer + Câncer: Ninguém melhor para entender um canceriano que outro canceriano. Os dois não têm medo de amar e de se entregar. Quando entram numa relação, é pra valer. Por isso, o relacionamento tende a ser duradouro. Ambos são amorosos, carinhosos, calmos e se preocupam um com o outro. Porém, podem ser possessivos, ciumentos e ter a tendência à manipulação e chantagem emocional. O excesso de controle e cobranças pode prejudicar a relação. Para que tudo dê certo, devem cultivar a liberdade e a confiança! Nota = 5/5

Câncer + Leão: Câncer é signo do elemento água; Leão, do fogo. Câncer é regido pela Lua; Leão, pelo Sol. Leão adora festa, Câncer é mais caseiro. O primeiro é mais seguro, já o segundo mais sensível. Mas os dois são fiéis, leais, protetores e atraem um ao outro. Embora a atração entre os dois seja forte e Câncer se derreta pelo jeito protetor de Leão, e Leão se encante pela delicadeza e pelo acolhimento canceriano, as diferenças também são muitas – é preciso trabalhar sobre elas para fazer a relação dar certo. Haja amor e disposição! Nota = 2/5

Câncer + Virgem: Câncer é signo do elemento água; Virgem, do terra. Ambos naturalmente se atraem e combinam. É uma relação que facilmente pode dar certo. Virgem é metódico, discreto e dedicado; Câncer, sensível, tímido e também muito dedicado. Ambos são organizados, práticos e podem se dar muito bem no dia a dia. Mas as coisas podem se complicar um pouco quando Câncer, que é muito romântico, espera de Virgem um pouco mais de calor e sensibilidade. Virgem é bem mais racional e, embora ame de verdade, é pouco dado às demonstrações de afeto. Para equilibrar as coisas, Virgem terá de se esforçar um pouco mais, abrindo-se emocionalmente, enquanto Câncer terá de administrar as expectativas, procurando entender o jeito de Virgem. Nota = 3/5

Câncer + Libra: Câncer é regido pela Lua; Libra, por Vênus. Ambos gostam de cuidar, são amorosos, companheiros e doces um com o outro. As brigas entre os dois serão raras, já que detestam violência e cultivam a paz. O jeito cuidadoso e delicado de Libra atrai Câncer, que gosta de ser cuidado. Já a sensibilidade de Câncer atrai Libra, que é um signo refinado. As coisas só podem desandar um pouco no momento em que Libra se torna muito racional, uma vez que é um signo de ar e mais mental, ativando as carências de Câncer, que é aquático, emocional e precisa de carinho e contato físico o tempo todo para se sentir seguro. Isso pode fazer com que Câncer fique ciumento, inseguro e manipulador, irritando Libra, que não gosta de mimimi. Nota = 3/5

Câncer + Escorpião: Os dois são signos regidos pelo elemento água, ou seja, são pura emoção, sentimento e sensibilidade. Câncer e Escorpião se entregam e se jogam. Uma relação entre eles é sempre sinônimo de intensidade. Os dois são profundos, apaixonados e desejam ardentemente um relacionamento. Por isso, quando se encontram, podem não se largar mais. A atração é intensa; parece coisa do destino. Essa relação é pura sensualidade, romantismo e entrega. Mas com tanta intensidade, pode-se esperar também muito drama, ciúme, chantagem emocional e manipulação. O lado mais frio e racional da relação caberá a Escorpião, que se esforçará para não se afogar em meio a tantas emoções. Porém, o escorpiano, quando se sente ameaçado, pode se defender de forma fria ou agressiva, o que pode magoar profundamente os sentimentos do canceriano. É necessário cuidado e muita dedicação para que tudo não acabe em ressentimentos. Nota = 5/5

Câncer + Sagitário: Câncer é signo do elemento água; Sagitário, do fogo. Câncer é tímido; Sagitário, extrovertido. Câncer é caseiro; Sagitário detesta ficar em casa. São, portanto, bem diferentes. Mas apesar das diferenças, têm algo em comum: o interesse pela espiritualidade, a necessidade de aprender mais e ir além do óbvio. As coisas podem desandar devido ao fato de Sagitário ser um signo independente, seguro, que aprecia a liberdade e pode não ser super fiel; já Câncer é mais inseguro, mais dependente e exige compromisso e fidelidade. Mas é aquela história: com amor e dedicação, tudo pode dar certo, né? Será preciso muito amor e dedicação para que essa relação seja duradoura. Nota = 2/5

Câncer + Capricórnio: Câncer é signo do elemento água; Capricórnio, do terra. São opostos que se complementam. A atração entre os dois é forte e instantânea. Câncer é um signo amoroso, afetivo e adora cuidar, enquanto Capricórnio aparenta ser durão, fechado, mas, no fundo, é carente e tudo o que mais deseja é ser amado e cuidado. Os dois são práticos, persistentes, não têm medo de enfrentar problemas e lutar pelo amor. Farão, portanto, de tudo para que a relação dure a vida toda. Nota = 4/5

Câncer + Aquário: Câncer é signo do elemento água; Aquário, do ar. Câncer olha para o passado; Aquário, para o futuro. Câncer é emotivo; Aquário, super-racional. Completamente diferentes, mas é justamente nesse excesso de diferenças que pode nascer uma forte atração. Essa não é uma relação muito fácil, mas se houver muito amor, pode ser que role. Ainda assim, será preciso dedicação. O problema é que Aquário, com seu jeito frio, racional e desapegado, poderá despertar muitas inseguranças e carências em Câncer, tornando-o ciumento, possessivo, cobrador e resmungão, tudo o que Aquário detesta. Os dois terão de exercitar a flexibilidade, a compreensão e aprender a se colocar no lugar do outro para que a relação dê certo. Caso consigam enfrentar o desafio, podem crescer e aprender muito juntos. Nota = 1/5

Câncer + Peixes: Os dois são signos regidos pelo elemento água, supersensíveis, emocionais e de estilo bem parecido. Tem tudo para dar certo. Carinhosos, sensíveis e sentimentais até o último grau, são aquele tipo de casal meloso, que se ama e se encanta um pelo outro à primeira vista. O desafio inicial pode ser o medo de demonstrar sentimentos e se sentir rejeitado. Por isso, embora o encantamento seja instantâneo, o romance pode demorar a engatar, já que alguém vai ter de tomar coragem e chegar junto. Mas, passado esse primeiro obstáculo, tudo será só amor. As brigas serão raras, pois vocês têm uma sintonia perfeita e detestam discussões. O perigo está no excesso de doçura e de mimimis, que pode fazer com que criem um mundo à parte e acabem se isolando dos amigos e da família. Nota = 5/5

 

E aí? Concorda? Discorda? Me conte nos comentários! 🙂

Se assumindo gay

As.su.mir. Eu odeio detesto esse termo para se falar sobre homossexualidade. Na minha concepção de mundo, se assume um erro, um crime, uma gafe, não uma orientação sexual. Sim, orientação, não opção. Opção = escolha. Ninguém escolhe ser gay. Eu sei que você já ouviu isso mil vezes. Mas repito para que não haja dúvidas. Ninguém escolhe ser gay porque ninguém quer sofrer preconceito, simples assim. Tão simples quanto 1 + 1 = 2. Ninguém quer ser excluído, muito pelo contrário; nós, seres humanos, fazemos um puta esforço para sermos aceitos de diversas maneiras na sociedade. Poderia citar milhares de exemplos mas não vem ao caso no momento.

“Então calma, deixa eu ver se entendi… Assumir não é o correto, então qual verbo usar?” Vou tentar te explicar. Primeiramente você se assume gay para você mesmx, portanto acredito que você se reconhece gay. Já na infância ou, mais tardiamente, na adolescência, você percebe que foge ao padrão social e que é diferente (comportamento) da maioria. A sociedade te diz que você tem que gostar de menina (se você for menino e vice versa) e você SIMPLESMENTE NÃO GOSTA. Tuas tias perguntam: e xs namoradinhxs? E você não consegue sequer responder aquilo.

Após se reconhecer gay, você tem que se assumir pro mundo, não é mesmo? Não. Você se apresenta gay pro mundo. E muitas vezes não é preciso verbalizar isso, você não precisa dizer em alto e bom som que é gay, quem tiver que saber, vai saber, vai perceber de algum jeito. O máximo que pode acontecer é você contar para sua família, seus amigos que você é gay. Ponto. Você se apresenta como é, você conta o que você é (uma das milhares de coisas né mores, porque além disso você é incrível, maravilhosx, inteligente e por aí vai). E não é porque você não gritou que é gay que você esteja se escondendo (vulgo no armário). Talvez seja necessário se apresentar gay sim, se declarar gay, mas assumir, jamais. E talvez, por algum motivo, você precise se esconder, tudo bem também, ninguém pode te julgar por isso.

Assumir é um termo muito pesado para uma coisa tão maravilhosa e libertadora que é ser gay. Apesar de todos os pesares.

Minha história: descobri muito cedo que era gay, ainda criança eu percebi que não era como os outros meninos. Por ser muito novo eu não entendia direito o que aquilo significava e nem no que implicava. À medida que o tempo foi passando, fui entendendo melhor, mas no começo foi um pouco difícil me aceitar como eu era, devido a inúmeros fatores, como preconceito e afins. O simples fato de ser diferente da maioria já é um tanto quanto assustador. Sofri muito bullying na escola, o que não facilitou em nada. Hoje  eu me aceito e me amo (muito) como eu sou e não trocaria por nada. Sou grato por ser quem eu sou e por todas as experiências que vivi. Quanto a me apresentar gay pro mundo, nunca precisei verbalizar, se é que você me entende… rs

E vamos parar de nos preocupar com a orientação sexual alheia também. Fodas com quem teu vizinho dorme, se não for com seu/sua parceiro(a), não é da sua conta e você não tem que se incomodar. Tá bem? Então tá bem!

Estate-Planning-In-Adelaide-For-Same-Sex-Couples

Queda de cabelo – Calvície

Você já ouviu falar em alopécia androgenética? A alopécia androgenética ou calvície masculina é uma manifestação fisiológica que ocorre em indivíduos geneticamente predispostos levando à queda dos cabelos, que sofrem um processo de miniaturização. A herança genética pode vir do lado paterno ou materno.

A alopécia androgenética é resultado da estimulação dos folículos pilosos por hormônios masculinos que começam a ser produzidos na adolescência (testosterona). Ao atingir o couro cabeludo de pacientes com tendência genética para a calvície, a testosterona sofre a ação de uma enzima, a 5-alfa-redutase, e é transformada em diidrotestosterona (DHT). É a DHT que vai agir sobre os folículos pilosos promovendo a sua diminuição progressiva a cada ciclo de crescimento dos cabelos, que vão se tornando menores e mais finos. O resultado final deste processo de diminuição e afinamento dos fios de cabelo é a calvície.

Simplificando: é a perda permanente de cabelo do couro cabeludo, causando a calvície. Tem tratamento mas não tem cura. Existem medicamentos que podem prevenir a perda de mais cabelo, mas tem que fazer uso a vida toda, caso contrário, volta a cair; como eu disse, não tem cura. Sim, eu sofro desse mal. 😦

Tratamento

O tratamento visa o prolongamento da vida útil dos folículos pilosos retardando ou interrompendo o processo de queda dos cabelos. Pode ser feito através do uso de substâncias aplicadas diretamente no couro cabeludo, como o minoxidil, ou com medicamentos por via oral, como a finasterida. Existem outros medicamentos de uso oral e tópico, mas vou falar destes que são os que utilizo.

Finasteria 1mg

Com mais ou menos uns 19 anos percebi uma queda acentuada do meu cabelo e procurei logo meu dermatologista, afinal ficar careca não era (e ainda não é) uma ideia muito atraente né. Bateu logo um desespero SOS. Mas para minha felicidade existia tratamento e como procurei ajuda logo no início, o desastre pôde ser controlado. De lá para cá, já fazem uns 6 anos de tratamento com finasterida. Tomo um comprimido de 1mg diariamente antes de dormir.

Se você pesquisar no Google sobre essa substância, vai encontrar alguns estudos contra seu uso. Ela tem efeitos colaterais sim, um deles é a diminuição da libido (vulgo desejo sexual). Para reverter isso, eu uso um fitoterápico chamado Tribulus Terrestris e fica tudo bem rs. Também faço exames de sangue periodicamente para verificar os hormônios e taxas do fígado.

Minoxidil 5%

Esse foi um ganho mais recente, faço uso há quase dois anos. Após anos de tratamento com a finasterida, achei que tinha estagnado, então procurei meu dermatologista e resolvemos tentar algo novo, ele me propôs utilizar o minoxidil juntamente com a finasterida. Eu só posso agradecer por isso, sério! O minoxidil “faz milagres”. Ele é uma solução hidroalcoólica de uso tópico, ou seja, você usa diretamente no couro cabelo, só pingar umas gostas na área afetada e massagear. Faço isso diariamente também, meia hora antes de dormir. Ele pode ser utilizado em qualquer horário, mas como o cabelo fica um pouco “áspero” o mais indicado é antes de dormir. E é preciso deixar ele agir por 4 horas, depois pode enxaguar.

Obviamente que milagre ele não faz. O que acontece é um crescimento de cabelo (bem significativo no início do tratamento) na área afetada pela calvície e diminuição da queda. Ele estimula o crescimento capilar e melhora a circulação sanguínea no couro cabeludo. Mas vale ressaltar que se a calvície estiver em um estado avançado, é provável que o produto não promova resultados satisfatórios. Por isso é importante começar a tratar o problema logo no início.

O resultado é perceptível a partir do segundo mês, não é da noite pro dia, infelizmente. Mas vale a pena. O minoxidil é encontrado em farmácias e também pode ser manipulado, que é o meu caso. Mas não deve ser usado sem indicação médica pois também possui efeitos colaterais como qualquer medicamento, um deles é reação alérgica e irritação do couro cabeludo.

homem-sofre-queda-de-cabelo-mitos
Imagem meramente ilustrativa rs

No meu caso, obtive êxito com o uso combinado dos dois medicamentos. Também uso um xampu para queda de cabelo, mas quanto a eficácia deste não sei dizer, mas é aquela coisa do efeito placebo né… Mal pelo menos não faz rs. Isso é o que eu uso, indicado pelo meu dermatologista, e faço controle e exames periodicamente. Se você perceber que seu cabelo está caindo em excesso, procure um dermatologista.

Se você tiver alguma dúvida ou sofrer com esse problema assim como eu, me conte nos comentários! 🙂