Câncer e o zodíaco

Quem nunca conheceu alguém e não quis saber se o signo daquela pessoa combinava com o seu que atire a primeira pedra! Por mais que você não acredite muito em Astrologia, acaba caindo na curiosidade de perguntar o signo do crush. E aí, será que o crush combina com você?

Para começar, resolvi aproveitar o Sol em Câncer para falar de nós, cancerianos ❤ melhores pessoas kkk Então se você é canceriano, se joga nas combinações abaixo! E se não é, mas tem um crush canceriano, se joga também!

Câncer + Áries: É uma combinação delicada, que precisará ser administrada com paciência e sabedoria, já que são signos de naturezas muito diferentes. Áries é de fogo; Câncer, de água. Enquanto Áries é ação, Câncer é emoção. Enquanto Áries é extrovertido, Câncer pode ser mais tímido. Será preciso compreender essas diferenças para fazer a relação funcionar. Se souberem se adaptar, podem crescer e aprender muito um com o outro. Nota = 4/5

Câncer + Touro: A combinação é puro amor. Terra e água, Vênus e Lua, esses signos têm tudo a ver, já que são cheios de afeto, sensibilidade e adoram cuidar daqueles que amam. Quando se apaixonam, é pra valer. Essa relação é cheia de romantismo, sensibilidade, delicadeza. Há também muita sensualidade e fidelidade. Nota = 4/5

Câncer + Gêmeos: Gêmeos é um signo do elemento ar, enquanto Câncer é do água. Gêmeos é mais desencanado, relax, gosta de curtir as coisas e a vida sem muito compromisso, enquanto Câncer é supersensível e focado nos compromissos. Ou seja, são muito diferentes. Para completar, ambos oscilam demais, Câncer pela instabilidade de água e Gêmeos pela volatilidade do ar. Mas, com amor, tudo é possível, até mesmo conciliar as maiores diferenças. Nota = 1/5

Câncer + Câncer: Ninguém melhor para entender um canceriano que outro canceriano. Os dois não têm medo de amar e de se entregar. Quando entram numa relação, é pra valer. Por isso, o relacionamento tende a ser duradouro. Ambos são amorosos, carinhosos, calmos e se preocupam um com o outro. Porém, podem ser possessivos, ciumentos e ter a tendência à manipulação e chantagem emocional. O excesso de controle e cobranças pode prejudicar a relação. Para que tudo dê certo, devem cultivar a liberdade e a confiança! Nota = 5/5

Câncer + Leão: Câncer é signo do elemento água; Leão, do fogo. Câncer é regido pela Lua; Leão, pelo Sol. Leão adora festa, Câncer é mais caseiro. O primeiro é mais seguro, já o segundo mais sensível. Mas os dois são fiéis, leais, protetores e atraem um ao outro. Embora a atração entre os dois seja forte e Câncer se derreta pelo jeito protetor de Leão, e Leão se encante pela delicadeza e pelo acolhimento canceriano, as diferenças também são muitas – é preciso trabalhar sobre elas para fazer a relação dar certo. Haja amor e disposição! Nota = 2/5

Câncer + Virgem: Câncer é signo do elemento água; Virgem, do terra. Ambos naturalmente se atraem e combinam. É uma relação que facilmente pode dar certo. Virgem é metódico, discreto e dedicado; Câncer, sensível, tímido e também muito dedicado. Ambos são organizados, práticos e podem se dar muito bem no dia a dia. Mas as coisas podem se complicar um pouco quando Câncer, que é muito romântico, espera de Virgem um pouco mais de calor e sensibilidade. Virgem é bem mais racional e, embora ame de verdade, é pouco dado às demonstrações de afeto. Para equilibrar as coisas, Virgem terá de se esforçar um pouco mais, abrindo-se emocionalmente, enquanto Câncer terá de administrar as expectativas, procurando entender o jeito de Virgem. Nota = 3/5

Câncer + Libra: Câncer é regido pela Lua; Libra, por Vênus. Ambos gostam de cuidar, são amorosos, companheiros e doces um com o outro. As brigas entre os dois serão raras, já que detestam violência e cultivam a paz. O jeito cuidadoso e delicado de Libra atrai Câncer, que gosta de ser cuidado. Já a sensibilidade de Câncer atrai Libra, que é um signo refinado. As coisas só podem desandar um pouco no momento em que Libra se torna muito racional, uma vez que é um signo de ar e mais mental, ativando as carências de Câncer, que é aquático, emocional e precisa de carinho e contato físico o tempo todo para se sentir seguro. Isso pode fazer com que Câncer fique ciumento, inseguro e manipulador, irritando Libra, que não gosta de mimimi. Nota = 3/5

Câncer + Escorpião: Os dois são signos regidos pelo elemento água, ou seja, são pura emoção, sentimento e sensibilidade. Câncer e Escorpião se entregam e se jogam. Uma relação entre eles é sempre sinônimo de intensidade. Os dois são profundos, apaixonados e desejam ardentemente um relacionamento. Por isso, quando se encontram, podem não se largar mais. A atração é intensa; parece coisa do destino. Essa relação é pura sensualidade, romantismo e entrega. Mas com tanta intensidade, pode-se esperar também muito drama, ciúme, chantagem emocional e manipulação. O lado mais frio e racional da relação caberá a Escorpião, que se esforçará para não se afogar em meio a tantas emoções. Porém, o escorpiano, quando se sente ameaçado, pode se defender de forma fria ou agressiva, o que pode magoar profundamente os sentimentos do canceriano. É necessário cuidado e muita dedicação para que tudo não acabe em ressentimentos. Nota = 5/5

Câncer + Sagitário: Câncer é signo do elemento água; Sagitário, do fogo. Câncer é tímido; Sagitário, extrovertido. Câncer é caseiro; Sagitário detesta ficar em casa. São, portanto, bem diferentes. Mas apesar das diferenças, têm algo em comum: o interesse pela espiritualidade, a necessidade de aprender mais e ir além do óbvio. As coisas podem desandar devido ao fato de Sagitário ser um signo independente, seguro, que aprecia a liberdade e pode não ser super fiel; já Câncer é mais inseguro, mais dependente e exige compromisso e fidelidade. Mas é aquela história: com amor e dedicação, tudo pode dar certo, né? Será preciso muito amor e dedicação para que essa relação seja duradoura. Nota = 2/5

Câncer + Capricórnio: Câncer é signo do elemento água; Capricórnio, do terra. São opostos que se complementam. A atração entre os dois é forte e instantânea. Câncer é um signo amoroso, afetivo e adora cuidar, enquanto Capricórnio aparenta ser durão, fechado, mas, no fundo, é carente e tudo o que mais deseja é ser amado e cuidado. Os dois são práticos, persistentes, não têm medo de enfrentar problemas e lutar pelo amor. Farão, portanto, de tudo para que a relação dure a vida toda. Nota = 4/5

Câncer + Aquário: Câncer é signo do elemento água; Aquário, do ar. Câncer olha para o passado; Aquário, para o futuro. Câncer é emotivo; Aquário, super-racional. Completamente diferentes, mas é justamente nesse excesso de diferenças que pode nascer uma forte atração. Essa não é uma relação muito fácil, mas se houver muito amor, pode ser que role. Ainda assim, será preciso dedicação. O problema é que Aquário, com seu jeito frio, racional e desapegado, poderá despertar muitas inseguranças e carências em Câncer, tornando-o ciumento, possessivo, cobrador e resmungão, tudo o que Aquário detesta. Os dois terão de exercitar a flexibilidade, a compreensão e aprender a se colocar no lugar do outro para que a relação dê certo. Caso consigam enfrentar o desafio, podem crescer e aprender muito juntos. Nota = 1/5

Câncer + Peixes: Os dois são signos regidos pelo elemento água, supersensíveis, emocionais e de estilo bem parecido. Tem tudo para dar certo. Carinhosos, sensíveis e sentimentais até o último grau, são aquele tipo de casal meloso, que se ama e se encanta um pelo outro à primeira vista. O desafio inicial pode ser o medo de demonstrar sentimentos e se sentir rejeitado. Por isso, embora o encantamento seja instantâneo, o romance pode demorar a engatar, já que alguém vai ter de tomar coragem e chegar junto. Mas, passado esse primeiro obstáculo, tudo será só amor. As brigas serão raras, pois vocês têm uma sintonia perfeita e detestam discussões. O perigo está no excesso de doçura e de mimimis, que pode fazer com que criem um mundo à parte e acabem se isolando dos amigos e da família. Nota = 5/5

 

E aí? Concorda? Discorda? Me conte nos comentários! 🙂

Se assumindo gay

As.su.mir. Eu odeio detesto esse termo para se falar sobre homossexualidade. Na minha concepção de mundo, se assume um erro, um crime, uma gafe, não uma orientação sexual. Sim, orientação, não opção. Opção = escolha. Ninguém escolhe ser gay. Eu sei que você já ouviu isso mil vezes. Mas repito para que não haja dúvidas. Ninguém escolhe ser gay porque ninguém quer sofrer preconceito, simples assim. Tão simples quanto 1 + 1 = 2. Ninguém quer ser excluído, muito pelo contrário; nós, seres humanos, fazemos um puta esforço para sermos aceitos de diversas maneiras na sociedade. Poderia citar milhares de exemplos mas não vem ao caso no momento.

“Então calma, deixa eu ver se entendi… Assumir não é o correto, então qual verbo usar?” Vou tentar te explicar. Primeiramente você se assume gay para você mesmx, portanto acredito que você se reconhece gay. Já na infância ou, mais tardiamente, na adolescência, você percebe que foge ao padrão social e que é diferente (comportamento) da maioria. A sociedade te diz que você tem que gostar de menina (se você for menino e vice versa) e você SIMPLESMENTE NÃO GOSTA. Tuas tias perguntam: e xs namoradinhxs? E você não consegue sequer responder aquilo.

Após se reconhecer gay, você tem que se assumir pro mundo, não é mesmo? Não. Você se apresenta gay pro mundo. E muitas vezes não é preciso verbalizar isso, você não precisa dizer em alto e bom som que é gay, quem tiver que saber, vai saber, vai perceber de algum jeito. O máximo que pode acontecer é você contar para sua família, seus amigos que você é gay. Ponto. Você se apresenta como é, você conta o que você é (uma das milhares de coisas né mores, porque além disso você é incrível, maravilhosx, inteligente e por aí vai). E não é porque você não gritou que é gay que você esteja se escondendo (vulgo no armário). Talvez seja necessário se apresentar gay sim, se declarar gay, mas assumir, jamais. E talvez, por algum motivo, você precise se esconder, tudo bem também, ninguém pode te julgar por isso.

Assumir é um termo muito pesado para uma coisa tão maravilhosa e libertadora que é ser gay. Apesar de todos os pesares.

Minha história: descobri muito cedo que era gay, ainda criança eu percebi que não era como os outros meninos. Por ser muito novo eu não entendia direito o que aquilo significava e nem no que implicava. À medida que o tempo foi passando, fui entendendo melhor, mas no começo foi um pouco difícil me aceitar como eu era, devido a inúmeros fatores, como preconceito e afins. O simples fato de ser diferente da maioria já é um tanto quanto assustador. Sofri muito bullying na escola, o que não facilitou em nada. Hoje  eu me aceito e me amo (muito) como eu sou e não trocaria por nada. Sou grato por ser quem eu sou e por todas as experiências que vivi. Quanto a me apresentar gay pro mundo, nunca precisei verbalizar, se é que você me entende… rs

E vamos parar de nos preocupar com a orientação sexual alheia também. Fodas com quem teu vizinho dorme, se não for com seu/sua parceiro(a), não é da sua conta e você não tem que se incomodar. Tá bem? Então tá bem!

Estate-Planning-In-Adelaide-For-Same-Sex-Couples

Queda de cabelo – Calvície

Você já ouviu falar em alopécia androgenética? A alopécia androgenética ou calvície masculina é uma manifestação fisiológica que ocorre em indivíduos geneticamente predispostos levando à queda dos cabelos, que sofrem um processo de miniaturização. A herança genética pode vir do lado paterno ou materno.

A alopécia androgenética é resultado da estimulação dos folículos pilosos por hormônios masculinos que começam a ser produzidos na adolescência (testosterona). Ao atingir o couro cabeludo de pacientes com tendência genética para a calvície, a testosterona sofre a ação de uma enzima, a 5-alfa-redutase, e é transformada em diidrotestosterona (DHT). É a DHT que vai agir sobre os folículos pilosos promovendo a sua diminuição progressiva a cada ciclo de crescimento dos cabelos, que vão se tornando menores e mais finos. O resultado final deste processo de diminuição e afinamento dos fios de cabelo é a calvície.

Simplificando: é a perda permanente de cabelo do couro cabeludo, causando a calvície. Tem tratamento mas não tem cura. Existem medicamentos que podem prevenir a perda de mais cabelo, mas tem que fazer uso a vida toda, caso contrário, volta a cair; como eu disse, não tem cura. Sim, eu sofro desse mal. 😦

Tratamento

O tratamento visa o prolongamento da vida útil dos folículos pilosos retardando ou interrompendo o processo de queda dos cabelos. Pode ser feito através do uso de substâncias aplicadas diretamente no couro cabeludo, como o minoxidil, ou com medicamentos por via oral, como a finasterida. Existem outros medicamentos de uso oral e tópico, mas vou falar destes que são os que utilizo.

Finasteria 1mg

Com mais ou menos uns 19 anos percebi uma queda acentuada do meu cabelo e procurei logo meu dermatologista, afinal ficar careca não era (e ainda não é) uma ideia muito atraente né. Bateu logo um desespero SOS. Mas para minha felicidade existia tratamento e como procurei ajuda logo no início, o desastre pôde ser controlado. De lá para cá, já fazem uns 6 anos de tratamento com finasterida. Tomo um comprimido de 1mg diariamente antes de dormir.

Se você pesquisar no Google sobre essa substância, vai encontrar alguns estudos contra seu uso. Ela tem efeitos colaterais sim, um deles é a diminuição da libido (vulgo desejo sexual). Para reverter isso, eu uso um fitoterápico chamado Tribulus Terrestris e fica tudo bem rs. Também faço exames de sangue periodicamente para verificar os hormônios e taxas do fígado.

Minoxidil 5%

Esse foi um ganho mais recente, faço uso há quase dois anos. Após anos de tratamento com a finasterida, achei que tinha estagnado, então procurei meu dermatologista e resolvemos tentar algo novo, ele me propôs utilizar o minoxidil juntamente com a finasterida. Eu só posso agradecer por isso, sério! O minoxidil “faz milagres”. Ele é uma solução hidroalcoólica de uso tópico, ou seja, você usa diretamente no couro cabelo, só pingar umas gostas na área afetada e massagear. Faço isso diariamente também, meia hora antes de dormir. Ele pode ser utilizado em qualquer horário, mas como o cabelo fica um pouco “áspero” o mais indicado é antes de dormir. E é preciso deixar ele agir por 4 horas, depois pode enxaguar.

Obviamente que milagre ele não faz. O que acontece é um crescimento de cabelo (bem significativo no início do tratamento) na área afetada pela calvície e diminuição da queda. Ele estimula o crescimento capilar e melhora a circulação sanguínea no couro cabeludo. Mas vale ressaltar que se a calvície estiver em um estado avançado, é provável que o produto não promova resultados satisfatórios. Por isso é importante começar a tratar o problema logo no início.

O resultado é perceptível a partir do segundo mês, não é da noite pro dia, infelizmente. Mas vale a pena. O minoxidil é encontrado em farmácias e também pode ser manipulado, que é o meu caso. Mas não deve ser usado sem indicação médica pois também possui efeitos colaterais como qualquer medicamento, um deles é reação alérgica e irritação do couro cabeludo.

homem-sofre-queda-de-cabelo-mitos
Imagem meramente ilustrativa rs

No meu caso, obtive êxito com o uso combinado dos dois medicamentos. Também uso um xampu para queda de cabelo, mas quanto a eficácia deste não sei dizer, mas é aquela coisa do efeito placebo né… Mal pelo menos não faz rs. Isso é o que eu uso, indicado pelo meu dermatologista, e faço controle e exames periodicamente. Se você perceber que seu cabelo está caindo em excesso, procure um dermatologista.

Se você tiver alguma dúvida ou sofrer com esse problema assim como eu, me conte nos comentários! 🙂

Café nosso de cada dia

Eu não sou ninguém sem café, sério. Se eu acordar e não tomar um balde uma xícara de café, nem sei… Fico lerdo o dia inteiro, não rendo. Sabe aquelas pessoas movidas a café? Prazer, eu mesmo. Isso sem falar no mau humor matinal que gruda e me acompanha o dia todo se eu não tomar meu cafezinho sagrado de todas as manhãs. Gosto de um café bem forte, com gosto de café mesmo, nada de “chafé” hahaha Mas de amargo já basta a vida né mores? Então bora adoçar esse café!

Como tascar açúcar pra dentro do organismo logo cedo não é uma ideia muito boa, nos resta o adoçante. Mas nada mais desagradável que ficar com aquele gosto de adoçante na boca o resto do dia, não é mesmo? 😦 Durante anos sofri com isso, era hora do jantar e eu ainda sentia o gostinho nada saboroso de adoçante. O único adoçante que não deixa esse “efeito” é o Stevia, mas ele também não adoça!!! Você pode colocar quantas gotas quiser, não faz a menor diferença! A única vantagem dele é ser a opção mais saudável dentre os adoçantes.

Tudo isso para dizer que: existe uma salvação! O açúcar de coco! Sim, isso mesmo que você leu. Recentemente eu descobri essa maravilha e minha vida mudou (muito dramático e exagerado sim rs). O açúcar de coco nada mais é que o açúcar da flor do coqueiro; e tem inúmeros benefícios em relação ao açúcar refinado, como baixo índice glicêmico, ser livre de agrotóxico e aditivos químicos e ser fonte natural de potássio, magnésio, zinco, ferro e vitaminas B1, B2, B3 e B6. E pasmem, ele é doce! Se assemelha muito ao sabor da rapadura.

Açúcar-de-Coco-1.jpg
Açúcar de coco

“O sabor do açúcar de coco é muito parecido com o sabor do açúcar tradicional, mas seu índice glicêmico é muito mais baixo (Gi=35), assim é melhor para saúde que o açúcar refinado (Gi=92). Isso quer dizer que o açúcar de coco produz uma liberação lenta de energia, sem promover picos de açúcar no sangue.” É PRA ENALTECER DE PÉ, MEU POVO!

Comprei sem botar a menor fé, só para experimentar e me surpreendi, não vivo sem ele mais. Se você ainda não conhece e, assim como eu, prefere uma opção mais saudável que o açúcar comum e não gosta muito de adoçante, experimente. Aposto que também vai se apaixonar rs. E se você tem alguma outra sugestão, me conte nos comentários! 😀

DICA: eu compro uma embalagem de 100g da marca Copra que tem um fecho estilo zíper que permite abrir e fechar e tem o tamanho ideal pra levar na bolsa/mochila, assim você pode tomar seu café em qualquer lugar sem se preocupar. 🙂

 

Traição tem perdão?

O conceito de traição implica que há confiança (ou algum outro tipo de relacionamento) entre as partes envolvidas. Dessa forma, a traição pode acontecer entre amigos, entre familiares ou entre pessoas que têm um relacionamento amoroso.

Quem nunca traiu ou foi traído que atire a primeira pedra! Seja traição de um(a) parceiro(a), de um(a) amigo(a), de um familiar ou qualquer outra pessoa que você tenha um relacionamento, seja ele de qualquer natureza. Para trair não é preciso muito esforço, ser fiel e leal a alguém exige muito mais de você, principalmente em um relacionamento amoroso. Hoje em dia a oferta é muito grande, as redes sociais e aplicativos facilitaram a traição.

A traição também pode ser relativa, às vezes o que eu considero traição, pode não ser para você. Como por exemplo, seu parceiro estar conversando com alguém em um aplicativo, é traição ou não? Seria traição só se acontecesse um encontro? O simples fato de ele estar em um aplicativo já não pode ser considerado traição? Muito se diz que se não rolou sentimento, não foi traição. Será? Em um relacionamento, isso tem que ser muito bem definido, o que configura traição ou não.

escala traição
Escala de traição

Na maioria das vezes, você está em um relacionamento porque ama aquela pessoa; e às vezes o amor é tão grande e tão forte que uma traição não consegue destruir aquele amor. O orgulho é ferido, a confiança é quebrada, mas o amor continua ali (talvez até intacto). Por isso aceitar uma traição é muito difícil, porque a confiança e o orgulho formam abalados, mas você continua amando aquela pessoa, continua querendo aquela pessoa. Então você se encontra em um beco sem saída: perdoar e seguir em frente juntos ou terminar a relação? Se seguir em frente, vai ser como antes? Vai ser melhor? Pior?

Acredito que seja preciso avaliar o que importa mais para você, analisar seus sentimentos e a relação que existe entre vocês. Você ainda consegue dividir a vida com aquela pessoa? Se a resposta for sim, você já sabe o que fazer.

Eu já fui traído e perdoei. Depois de muito tempo. Foi um processo longo e difícil. Após uma fase de raiva e tristeza, você consegue perdoar o traidor. A ferida leva tempo para cicatrizar. É normal precisar de um tempo para digerir e absorver o que aconteceu. Mas perdoar é diferente de esquecer. Eu perdoei mas não retomei a relação. Como dizem, perdoar é divino, mas como bom canceriano que sou, guardo mágoa e não esqueço. Nunca traí, prezo muito a lealdade nos meus relacionamentos, até mais que a fidelidade. Mas não posso dizer que nunca trairei. Nunca diga nunca, não é mesmo? Mas de uma coisa é certa: se eu trair, vou contar à pessoa. Nada mais justo e honesto. Aquele lance da lealdade que falei agora a pouco.

Caso você tenha alguma história de traição interessante e queira dividir comigo, escreva nos comentários. Ou me mande uma mensagem!